ACLU da Flórida pede que Condado pare de abrigar imigrantes para o ICE após denúncias de abusos físicos

A União Americana das Liberdades Civis (ACLU, sigla em inglês) da Flórida e outros grupos…


A União Americana das Liberdades Civis (ACLU, sigla em inglês) da Flórida e outros grupos estão pedindo o fim de um acordo que permite que o Gabinete do Xerife do Condado de Baker abrigue os detidos do Departamento de Imigração e Alfândega (ICE, sigla em inglês) em seu centro de detenção. A denúncia diz que isso se deve ao abuso físico e à má assistência médica na instalação.

A queixa diz que a instalação do Condado de Baker mantém imigrantes detidos desde 2009. De acordo com a denúncia há evidências crescentes de que o Gabinete do Xerife não pode cuidar dos detidos, com segurança, que são mantidos em condições precárias.

Entre os casos citados, está o de um detento que “foi espancado tão gravemente que sofreu danos duradouros no ouvido”. O incidente nunca foi investigado pelo ICE ou BCSO, e o imigrante passou quatro meses em confinamento solitário sem explicação.

Uma imigrante disse que “sangrou por nove meses seguidos enquanto estava detida no centro de detenção devido a uma condição médica preexistente. “Ela dormiu em lençóis encharcados de sangue por vários dias e a equipe se recusou a fornecer roupas de cama limpas”, afirma a denúncia.

As organizações pedem o fim do acordo e a libertação de todas as pessoas detidas nessas condições.



Fonte: Da redação

Fonte: Brazilian Times