Ativistas cobram maior rigor sobre testes de Covid em imigrantes que atravessam ilegalmente a fronteira dos EUA

Pressionado sobre a decisão do governo Biden de não exigir vacinas contra coronavírus ou…

Pressionado sobre a decisão do governo Biden de não exigir vacinas contra coronavírus ou testes negativos de COVID-19 para pessoas que cruzam ilegalmente a fronteira sul dos Estados Unidos, o Secretária de Imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, insistiu na segunda-feira, dia 20, que os refugiados “não pretendem ficar no país por um longo período de tempo”.

Nos últimos dias, milhares de imigrantes do Haiti e de outros países “inundaram” a fronteira em busca de asilo permanente. Muitos chegaram a um ponto de processamento em Del Rio, no Texas, na semana passada, e mais de 12 mil imigrantes acampados sob uma ponte. Isso gerou preocupações dos líderes locais e estaduais sobre a disseminação do novo coronavírus e ameaças à segurança.

Durante a coletiva de imprensa, Psaki foi pressionado para explicar por que existem tantas exigências relacionadas ao COVID-19 quando o passageiro chega ao país de avião, com Visto, tais como fornecer comprovante de vacinação ou um teste negativo da doença, mas aparentemente nenhuma cobrança é feita para aqueles que atravessam a fronteira ilegalmente. “À medida que os imigrantes cruzam a fronteira, tanto por um ponto de entrada, quanto ilegalmente, são avaliados para verificar se têm algum sintoma da doença, sim”, afirmou. “Estamos expulsando indivíduos com base no Título 42, especificamente por causa da COVID-19, porque queremos evitar que acumulação das pessoas na fronteira, o que representa uma ameaça para a comunidade e também para os próprios imigrantes”, acrescentou ela.

A falta de requisitos de vacina para imigrantes indocumentados não é algo nova, já que em 10 de setembro, Psaki confirmou que o governo não iria exigi-los. Na época, ela não entrou em detalhes sobre porque os migrantes não estariam sujeitos às mesmas regras que os trabalhadores norte-americanos.

Os EUA viram um número recorde de pessoas cruzando ilegalmente a fronteira neste ano. De acordo com as autoridades de imigração, foram detidos mais de 1.323.500 imigrantes até o momento.

Na semana passada, dados mostraram que foram interceptados 208.887 imigrantes na fronteira, somente em agosto.

No domingo, o chefe do Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteira, Raul L. Ortiz, informou que 3.300 imigrantes foram transferidos para voos de deportação ou centros de detenção. Os oficiais pretendem processar os cerca de 12.600 migrantes que estão sob a ponte.

O primeiro dos três voos de deportação, com 145 pessoas cada, decolou no domingo, de San Antonio para Porto Príncipe. (com informações do NY Post)


Apoiem os Pequenos negócios. Mantenha a economia girando!

ADVOGADA MICHELLE DA SILVA– Conhecimento, experiência e resultado. Imigração, divórcio, casos criminais.  Estamos localizados em Boston (MA). Ligue: (781) 223-6100.

WRA REALTY– Flórida- As melhores oportunidades da Flórida. Deixe nossos especialistas encontrarem a oportunidade certa para você! Encontramos a melhor opção para você investir o seu dinheiro na Flórida e aumentar o seu rendimento. Invista em PROPRIEDADE! Fale com a corretora brasileira Fernanda Pizzamiglio. Tel: (508) 364-4606. Endereço: 7065 Westpoint Blvd. Suite 102- Orlando, FL 32835. Email: [email protected]. Site: www.wra-usa.com

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook