Flórida em estado de alerta: furacão Ian se forma e se desloca para a costa oeste

Nas praias da Flórida o alerta de perigo para que banhistas se afastem das áreas de riscos com chegada de furacão

O “Centro Nacional de Furacões” disse que Ian deve chegar ao extremo oeste de Cuba nesta segunda ou na terça-feira, e que pode se tornar um grande furacão antes de um provável desembarque na Flórida no meio da semana

Da Redação – No momento de publicação desta matéria, os meteorologistas do “Centro Nacional de Furacões dos EUA” afirmaram que a tempestade tropical Ian se fortaleceu em um furacão à medida que se aproxima de Cuba em uma trilha que deve levá-la à Flórida. Ian estava previsto para se intensificar rapidamente e se tornar um grande furacão nesta segunda-feira.

As autoridades de Cuba suspenderam as aulas na província de Pinar del Rio e disseram que começarão as evacuações nesta segunda-feira, já que Ian deve se fortalecer antes de chegar à parte ocidental da ilha a caminho da Flórida.

O “Centro Nacional de Furacões” disse que Ian deve chegar ao extremo oeste de Cuba nesta segunda ou na terça-feira, atingindo perto dos campos de tabaco mais famosos do país. Pode se tornar um grande furacão antes de um provável desembarque na Flórida no meio da semana, possivelmente na costa oeste do estado.

Às 5 da manhã desta segunda-feira, Ian estava se movendo para noroeste a 20 km/h, cerca de 150 km a sudoeste de Grand Cayman, de acordo com o centro. Tinha ventos máximos sustentados de 75 mph (120 km / h).

Enquanto isso, os moradores da Flórida mantinham um olhar cauteloso em Ian enquanto ele seguia ameaçadoramente pelo Caribe em direção ao estado.

O governador Ron DeSantis declarou estado de emergência em toda a Flórida e pediu aos moradores que se preparem para a tempestade que atingirá grandes áreas com fortes chuvas, ventos intensos e aumento do nível do mar.

Os meteorologistas ainda não sabem exatamente onde Ian pode chegar ao continente, com os modelos atuais traçando-o para a costa oeste da Flórida ou regiões, disseram.

“Vamos continuar monitorando o rastro dessa tempestade. Mas é realmente importante enfatizar o grau de incerteza que ainda existe”, disse DeSantis em entrevista coletiva no domingo, alertando que “mesmo que você não esteja necessariamente no olho do caminho da tempestade, haverá amplos impactos em todo o estado”.

Inundações repentinas e urbanas são possíveis nas Florida Keys e na península da Flórida até o meio da semana, e então chuvas fortes foram possíveis para o norte da Flórida, e o sudeste dos EUA no final desta semana.

A agência colocou uma vigilância de tempestade tropical na parte baixa de Florida Keys na noite de domingo e aconselhou os moradores da Flórida a ter planos de furacões e monitorar atualizações do caminho em evolução da tempestade.

O presidente Joe Biden também declarou uma emergência, autorizando o ‘Departamento de Segurança Interna” e a “Agência Federal de Gerenciamento de Emergências”, a coordenar o socorro a desastres e fornecer assistência para proteger vidas e propriedades. O presidente adiou uma viagem programada para a Flórida em 27 de setembro por causa da tempestade.

Fonte: Nossa Gente