Erosão na praia de Daytona Beach revela navio naufragado há mais de dois séculos

Destroços de um enorme objeto de madeira foram vistos por banhistas despontando na areia da praia de Daytona Beach Shores, na Flórida, no fim de semana do Thanksgiving. O achado chamou a atenção de arqueólogos que iniciaram estudos para identificar a misteriosa estrutura. Nesta terça-feira (6), eles revelaram que trata-se de uma embarcação de mais de 80 pés de comprimento que desapareceu há mais dois séculos na costa do estado.

A descoberta só foi possível por causa das fortes erosões na costa provocadas pelos furacões Ian e Nicole. As peças ainda estão sendo analisadas para descobrir a origem e em quais circunstâncias o navio afundou.

Kevin Captain, porta-voz do condado de Volusia, disse que não há planos para remover-lo da areia, não apenas porque o custo seria de milhões de dólares, mas porque ele está protegido onde está: “Embrulhado no solo, livre do contato de turistas”, disse ele.

Após a passagem de furacões e tempestades, é comum que as erosões deixadas nas praias revelem segredos escondidos no fundo do oceano. No condado de Martin, também na Flórida, um cemitério de nativos-americanos foi desenterrado pelo vento e pelas ondas de Nicole, no mês passado, expondo os restos mortais de seis pessoas.

Já em 2020, a tempestade tropical Eta ajudou na descoberta do navio Caroline Eddy, que desapareceu no ano 1880 entre a Flórida e New York. “Existe esse mistério. Não é que está lá um dia e no outro não , são séculos de história, e isso realmente cativa a imaginação”, declarou Kevin.

Fonte: AcheiUSA