ICE publica “acidentalmente” dados pessoais de imigrantes em busca de asilo

Segundo informações do “Departamento de Imigração e Segurança dos EUA (ICE)”, dados sigilosos – informações pessoais – de mais de 6.000 imigrantes sobre sua custódia foram expostos “acidentalmente” no site público da agência por mais de cinco horas.

São pessoas em busca de asilo no país, o que causou a indignação e cobrança do alto comendo do Ice, pois ficaram visíveis nomes, nacionalidades, respectivos centros de detenção e números de identificação de 6.252 imigrantes.

O ICE, enfatizando o que considera um lapso na questão de proteção e sigilo, disse que as informações foram postadas por engano em uma planilha do Excel “enquanto as atualizações de rotina estavam sendo datadas”. No entanto, a agência observou que retirou a informação de seu site 11 minutos após o recebimento da notificação. E através de um comunicado, a agência de imigração lamentou o ocorrido.

Em contrapartida, a organização “Human Rights First” alertou que as pessoas afetadas poderiam ter seus pedidos de asilo comprometidos, e expressariam medo de perseguição se os tribunais negassem pedidos e fossem devolvidas a seus países. “Em alguns países, as pessoas sofrem retaliação por buscarem asilo”, diz Eleanor Acer, vice-diretora de proteção a refugiados da “Human Rights First.” “E embora não tenha sido intencional, a divulgação de informações é uma violação da política e a agência está investigando o incidente e tomando as medidas corretivas necessárias”, afirmou o ICE em comunicado.

// Fonte: Nossa Gente.

Fonte: Brazilian Press