Intoxicação por monóxido de carbono causou a morte de americanos em resort nas Bahamas, aponta laudo

Três turistas americanos encontrados mortos em dois diferentes quartos em um resort de luxo nas Bahamas no início deste mês foram intoxicados por monóxido de carbono. Os laudos da autópsia e toxicológico com a causa das mortes foram divulgados nesta segunda-feira (23).

Vincent Paul Chiarella, de 64 anos, da Flórida, Michael Phillips, de 68, e sua esposa Robbie, do Tennessee, foram encontrados mortos no Sandals Emerald Bay Resort no dia 6 de maio. A esposa de Vincent também passou mal, mas foi levada para o hospital em Miami e sobreviveu.

As autoridades disseram que não havia sinais de trauma ou violência. Os corpos foram encontrados em duas localidades distintas. Um homem foi encontrado no chão do quarto e um casal foi encontrado já sem vida em um outro quarto. Esse casal já teria recebido atendimento médico no dia anterior por estarem se sentindo mal.

Uma perícia particular foi encomendada por familiares para a conclusão final sobre o caso.

Fonte: AcheiUSA