Lufthansa acerta a compra de parte da ITA Airways, antiga Alitalia

Após semanas de intensas negociações, a alemã Lufthansa finalmente fechou um acordo com o Ministério da Economia da Itália para comprar parte da ITA Airways. O contrato deve ser assinado amanhã, de acordo com o jornal italiano Corriere Della Sera.

Inicialmente, a Lufthansa terá participação de 40% da ITA, podendo subir para até 95% no futuro. A companhia aérea alemã tinha feito primeiro uma proposta de 250 milhões de euros (R$ 1,33 bilhão) pelos 40%, mas o investimento final ficou entre 320 e 330 milhões de euros (cerca de R$ 1,75 bilhão). No primeiro semestre de 2026, a Lufthansa poderá comprar os outros 50-55% por cerca de 500 milhões de euros (sujeito à ITA atingir seu ponto de equilíbrio operacional) – o resto da participação continuaria com o governo italiano

A estatal ITA Airways foi fundada em 2020, substituindo a antiga Alitalia. E desde então a Lufthansa vem tentando comprar a companhia. A privatização da ITA realmente parecia ser apenas questão de tempo.

Para o negócio realmente sair do papel, no entanto, ainda é preciso a aprovação dos órgãos regulatórios e antitruste da União Europeia (UE) – segundo o Corriere Della Sera, esse prazo pode demorar até quatro meses.

A UE, aliás, já teria encaminhado um pedido às duas partes sobre a estimativa de operações para evitar situações de monopólio – para essa operação dar certo, será preciso também haver a transferência de slots em aeroportos europeus, como o de Milão e o de Roma.

Assim que a União Europeia der sinal verde, o Grupo Lufthansa vai poder começar a gerir mais uma companhia aérea – ele já é dono da Swiss Airlines, Austrian Airlines, Brussels Airlines e Eurowings, entre outras.

Veja também:

Ita Airways vai colocar seu mais novo avião nos voos para o Brasil

A ITA Airways tem atualmente voos diários para o Brasil, entre Roma e São Paulo, e a partir de outubro deve começar a operar também os voos entre o Rio de Janeiro e a capital italiana.

Fonte: Melhores Destinos