New York e New Jersey são dois dos estados americanos que estão perdendo residentes

Aluguéis impagáveis, impostos altos como arranha-céus, crime. Esses fatores fazem parte da gama de reclamações frequentemente ouvidas dos nova-iorquinos, à medida que seus vizinhos do outro lado do rio Hudson lamentam os altos impostos sobre a propriedade. 

Ambos os estados têm as taxas de impostos mais altas do país, mas estariam ficando sem contribuintes, de acordo com o 45º Estudo Nacional de Movimentação Anual da United Van Lines.

O relatório observa que New York e New Jersey estão entre os cinco estados com as perdas populacionais mais pronunciadas. Jersey liderou com 70% dos clientes da United Van Lines deixando o estado, em comparação com 30% se mudando Quanto a New York, 63% deixaram o Empire State, com apenas 37% escolhendo o estado como seu lar.

É um fato que os americanos escolheram estados com impostos baixos. Esta é a descoberta de dados populacionais recentes do Census Bureua juntamente com dados de comércio divulgados esta semana pela U-Haul e United Van Lines.

Ambas as empresas veem estados como Califórnia, Illinois, Massachusetts, New Jersey e New York como os maiores perdedores, enquanto estados como Texas, Flórida e Tennessee estão entre os maiores beneficiados.

A população da América cresceu 0,1 por cento entre julho de 2020 e julho de 2021, a taxa mais baixa desde a fundação do país. O excesso de mortes induzidas pela pandemia, a imigração internacional praticamente inexistente e uma taxa de natalidade já em declínio geraram uma tendência populacional quase plana em todo o país, de acordo com dados do Censo.

No entanto, a ascensão e queda da população dos estados é diferente. Enquanto New York perdeu 1,8% de sua população em 2021, Idaho ganhou 3,4%, enquanto Utah, Montana, Arizona, Carolina do Sul, Delaware, Texas, Nevada, Flórida e Carolina do Norte registraram aumentos populacionais de 1% ou mais.

Seis dos estados com crescimento populacional significativo renunciam ao imposto de renda individual (Flórida, Tennessee, Texas, Nevada, New Hampshire e Dakota do Sul). Mas as jurisdições com perda de residentes, como Califórnia, New Jersey, New York e o Distrito de Columbia, têm alíquotas de imposto de renda de dois dígitos.

Três regiões de New Jersey também se classificaram entre as 10 principais áreas metropolitanas do país com movimentos de saída: Bergen-Passaic (76% fora), Newark (74% fora) e Middlesex-Somerset-Hunterdon (72%).

Estados como Illinois (67%), New York (63%), Connecticut (60%) e Califórnia (59%), que apareceram regularmente na lista dos principais emissores nos últimos anos, foram novamente classificados entre os estados com o maiores êxodos. Enquanto isso, Dakota do Sul (69%), Carolina do Sul (63%), West Virginia (63%) e Flórida (62%) foram revelados como os principais estados entrantes para 2021.

Dos dez principais estados anfitriões, seis – Vermont, Dakota do Sul, West Virginia, Alabama, Oregon e Idaho – estão entre os 20 estados menos densamente povoados dos Estados Unidos, com menos de 100 pessoas por metro quadrada. Tennessee e a Carolina do Sul estão entre os 25 primeiros.

Em vez disso, nove dos dez principais estados, New Jersey, Illinois, New York, Connecticut e Califórnia, entre outros, são considerados densamente povoados, ilustrando ainda mais a mudança da América em direção a estados menos populosos.

 

Fonte: Brazilian Press