Número de brasileiros ilegais nos EUA cresceu mais de cinco vezes em um ano, diz autoridade

As autoridades dos Estados Unidos barraram, no último ano, um total de 47.484 brasileiros que estavam ilegais no país. Segundo o serviço americano de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP, na sigla em inglês), este foi o número de imigrantes apreendidos de outubro do ano passado a agosto desse ano em território americano.

O contingente é cinco vezes maior do que o registrado no ano anterior. De outubro de 2019 a setembro de 2020, apenas 9.147 brasileiros haviam sido barrados pelo serviço de imigração americano. Mesmo sem considerar setembro de 2021, que ainda não tem dados disponíveis, o salto entre os dois períodos foi de 419%.

A situação chamou a atenção de autoridades dos dois países no mês passado, com a morte de uma brasileira de 50 anos em uma área desértica no estado do Novo México, no sul dos EUA. A brasileira Lenilda dos Santos, que era técnica de enfermagem, foi deixada para trás durante a travessia no deserto americano e não resistiu às condições. Também em setembro, um grupo de 49 imigrantes foi achado na carroceria de um caminhão no Texas, por onde tentava entrar no país. Havia brasileiros entre os apreendidos. As informações do governo dos EUA mostram que houve uma escalada nos números a partir de fevereiro desse ano, quando 1.077 brasileiros ilegais foram localizados. Em março o número chegou a 4.079 e, em abril, alcançou 8.824. Desde então, todo mês registrou pelo menos 6 mil apreensões por mês. Em agosto de 2021, último mês disponível no levantamento, foram 9.231 brasileiros irregulares barrados nos EUA. No mesmo mês do ano passado o número havia sido apenas de 81.

Fonte: Brazilian Press

Comentários Facebook