O dinheiro agora agilizará sua permissão de trabalho, pela nova regra de imigração de Biden

O governo Biden divulgou na terça-feira (29) uma regra final expandindo um programa que permite que os candidatos a vários benefícios de imigração relacionados ao emprego paguem até $2,500 para acelerar o processo, em uma tentativa de aliviar os enormes atrasos na agência.

A regra dos Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS) estende o serviço de “processamento premium” existente para solicitações de um Documento de Autorização de Emprego, que permite aos destinatários trabalhar nos EUA enquanto buscam asilo ou outro status legal.

Cerca de 2 milhões de pessoas solicitam permissões de trabalho novas ou renovadas a cada ano, de acordo com dados do USCIS. O processo normalmente leva de cinco a sete meses, deixando muitos imigrantes incapazes de sustentar a si mesmos e suas famílias nesse meio tempo.

Sob a nova regra, que entra em vigor em 60 dias, os indivíduos que buscam autorizações de trabalho podem pagar $1,500 para seus pedidos ser considerados dentro de 30 dias. A taxa premium varia até $2,500 para pedidos de outros tipos de ajustes relacionados ao emprego no status legal.

O USCIS disse que planeja implementar a expansão gradualmente para não afetar negativamente os candidatos que não pagam uma taxa premium. O atraso no USCIS cresceu para 9.5 milhões de casos no mês passado, à medida que a pandemia de covid-19 exacerbou um gargalo existente na agência.

A agência também disse que contratará e treinará novos funcionários para expandir o processamento premium de acordo com a nova regra, que será paga usando a receita das solicitações atuais para processamento premium.

O USCIS é financiado principalmente por meio de taxas pagas pelos candidatos a vários benefícios de imigração. A agência estimou que arrecadará $9,7 milhões adicionais em taxas por ano sob a nova regra.

Fonte: AcheiUSA