Pessoas protestam após Biden manter políticas abusivas do governo Trump contra imigrantes

Um grupo que defende os direitos dos imigrantes no estado do Maine criticou a adminstração do presidente Joe Biden por continuar uma política da era Trump que eles descrevem como discriminatória. Ela permitir que os agentes de imigração expulsem os requerentes de asilo que chegam à fronteira sem primeiro dar oportunidade de ouvir os seus pedidos.

No dia 12 de março, o Centro de Controle Controle e Prevenção de Doenças (CDC, sigla em inglês) disse que não usaria mais a ordem de saúde pública conhecida como “Título 42” para negar a entrada de crianças imigrantes desacompanhadas. No entanto, o governo Biden ainda planeja usar esta regra para negar a entrada de adultos sozinhos e unidades familiares que viajam com crianças.

“Enquanto a Coalizão dos Direitos dos Imigrantes do Maine (MIRC, sigla em inglês) celebra a notícia de que os menores desacompanhados não serão mais expulsos sob esta política, estamos desencorajados pelo fato de que esta decisão não se aplicará a outras pessoas que buscam asilo nos Estados Unidos”, disse a organização em comunicado emitido na segunda-feira, dia 14. “O fato do governo Biden afrouxar as restrições do uso de máscaras em ambientes públicos e pedir um retorno à ‘normalidade’, é uma hipocrisia e discriminação dizer que a busca de asilo ainda deve ser limitada devido ao risco de pandemia”, acrescentou o comunicado. MIRC é uma rede estadual que reúne 85 organizações, a maioria liderada por pessoas de cor. //  Maine Beacon.

Fonte: Brazilian Press