Preços de imóveis nos EUA têm maior queda em 11 anos

Os preços de imóveis nos Estados Unidos tiveram a maior queda em abril, não registrada desde 2012.  Segundo a National Association of Realtors (NAR), as vendas também caíram.

Em abril, a venda de casas, apartamentos e townhouses, caiu 3.4% em comparação ao mês de março. Em comparação com o ano passado, as vendas registraram queda de 23%, com 5,57 milhões de imóveis vendidos em 2022 e 4,28 milhões em abril deste ano. A razão apontada pelos especialistas é alta dos juros na prestação dos imóveis, que hoje está em 6,35%.

A boa notícia para os compradores é que os preços dos imóveis continuam a cair. A média registrada em abril foi de $388 mil, queda de 1.7% comparado ao ano anterior. Essa é a maior queda desde janeiro de 2012.

Outro desafio é o baixo número de imóveis disponíveis para a venda. Antes da pandemia, em 2019, o inventário era de 1,8 milhão de unidades. Em abril, este número é de 1.04 milhão, 44% menor.

Miami-Dade e Broward

Ao contrário do restante do País, os preços de imóveis em Miami-Dade e Broward aumentaram. A média de preços de casas em Miami-Dade foi de $600 mil em abril, valor que era $565 mil há um ano. No condado de Broward, o valor médio era de $575 mil em 2022 e chegou a $560 mil em abril deste ano.

A queda nas vendas, assim como o restante do País, está em queda há 14 meses consecutivos. Em Miami-Dade foram registradas 2,222 vendas em abril, 35% a menos que há um ano, com 3.445 transações. Em Broward, a queda foi de 32,4%, com 3.489 vendas de imóveis em abril, comparado com 4.006 transações no mesmo período do ano passado.

“Este mercado não é saudável, não há equilíbrio. É um mercado bom somente para quem vende. O grande problema é que não há muitos imóveis disponíveis, especialmente para a classe média”, afirma Kim Henderson, CEO da Neighborhood Housing Services. (Com informações da CNN e Miami Herald).

The post Preços de imóveis nos EUA têm maior queda em 11 anos appeared first on AcheiUSA.

Fonte: AcheiUSA