A volta de um novo normal

Lojas reabrem nos EUA e economia volta a crescer
Com avanço da vacinação e mais da metade…

Lojas reabrem nos EUA e economia volta a crescer

Com avanço da vacinação e mais da metade dos norte-americanos totalmente imunizados, os governos municipais, estaduais e federal decidiram reabri o comércio e a vida começou a voltar ao normal para milhões de pessoas que vivem nos Estados Unidos. Lojas, bares, restaurantes e até casas de shows já estão recebendo clientes.

O uso de máscaras ainda é exigido em grande parte dos ambientes fechados, porém as restrições estão sendo suspensas e muitos estados voltaram aos negócios normalmente.

Desta forma, a economia volta a aquecer, o dinheiro começou a circular novamente de uma maneira mais rápida e a economia do país deu sinais de crescimento. Mas, o mais importante é os trabalhadores poderem voltar aos empregos, ganharem dinheiro e sustentar, sem preocupação, as suas famílias.

As famílias podem visitar praças, ir à cinemas, passar momentos agradáveis e amenizar os problemas emocionais que surgiram com a pandemia.

Alguns países e cidades ao redor do mundo estão investindo no turismo da vacina, ou seja, além de permitirem ao viajante a experiência de conhecer o destino turístico, disponibilizam gratuitamente a imunização. A vacinação de turistas em New York é uma das ideias lançadas pelo prefeito da cidade, Bill de Blasio, que pretende instalar vans em pontos turísticos da cidade, como a Times Square, e disponibilizar vacinas aos viajantes. O projeto já foi aprovado pelo Estado, mas ainda não há data para a sua implementação.

Brasileiros podem entrar nos EUA?

Brasileiros podem viajar para os Estados Unidos, desde que não tenham estado ou transitado nos últimos 14 dias pelos seguintes países, segundo as regras dos CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA): África do Sul, Brasil, China, Índia, Irã, Países-membros do Espaço Schengen (Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Mônaco, San Marino, Cidade do Vaticano), Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales, Irlanda do Norte), República da Irlanda.

Posso viajar para os Estados Unidos agora?

Existem algumas possibilidades para quem realmente precisa viajar para os EUA agora. A boa notícia é que a entrada de estudantes, acadêmicos e jornalistas brasileiros com visto americano válido foi flexibilizada em abril deste ano. Tendo em vista esse movimento de reabertura dos Estados Unidos para brasileiros, o Itamaraty recomenda consultar portais eletrônicos da embaixada e dos consulados dos EUA no Brasil para obter informações adicionais e atualizadas, verificar prazos e agendar atendimentos.

Para outras motivações de viagem, você deve estar entre as exceções determinadas pelos Estados Unidos e disposto a passar por um isolamento de duas semanas; ou ficar pelo menos 14 dias em algum país que não está na lista de países com restrição de entrada nos EUA. Também deverá apresentar um teste PCR negativo para coronavírus, um formulário preenchido antes da viagem e fazer quarentena ao chegar no país – veja mais informações tópico “Quais são os requisitos de entrada nos Estados Unidos“.

Além de não ser recomendado viajar durante a pandemia, qualquer uma das possibilidades de entrada de brasileiros nos EUA hoje exige pelo menos 14 dias de quarentena no exterior. E, claro, as regras podem mudar sem aviso prévio, o que pode aumentar o risco e os gastos com a viagem.

Se você ainda não tem o visto americano, saiba que, devido à pandemia do COVID-19, os Estados Unidos suspenderam por tempo indeterminado os serviços de emissão de vistos em Embaixadas e Consulados norte-americanos. De qualquer forma, o visto B12, concedido para turistas, não faz parte das exceções de entrada dos EUA atualmente.

Reabertura de 850 mil vagas de trabalho em junho

O avanço da vacinação TAMBÉM levou à reabertura de 850 mil novas vagas de trabalho no mês passado. Os hotéis estão recebendo turistas de novo e abriram 75 mil postos em junho. Bares e restaurantes contrataram 194 mil pessoas. Vagas também na área da educação: 269 mil funcionários em escolas públicas e privadas.

O presidente Joe Biden comemorou: “Bom dia! E é realmente um bom dia. Nossa economia criou 850 mil empregos em junho. Nós estamos tirando nossa economia da maior crise em 100 anos. Os empregadores estão tendo que competir por funcionários”.

“Essa é a combinação perfeita”, disse Biden. “Mais empregos, salários melhores”.

Biden se refere ao aumento dos salários este ano nos Estados Unidos. Desde o começo de 2021, os trabalhadores viram o contracheque engordar em média 3,6%, um aumento de 0,3% só no mês de junho.

Parece contraditório, mas ao mesmo tempo a taxa de desemprego subiu de 5,8% para 5,9%. É porque, com a reabertura, mais gente voltou a procurar emprego. A taxa é muito menor do que a de 14,8% de quando a pandemia começou. Mas maior do que a de antes do coronavírus, que estava em 3,5%.

A euforia se deve à velocidade da vacinação nos Estados Unidos. Em muitos estados, como em New York, é só entrar numa farmácia e tomar a vacina.

Nesse momento, 55% dos americanos já receberam pelo menos a primeira dose. Quase a metade de toda a população já foi totalmente imunizada. Isso dá confiança para que as pessoas saiam de casa e gastem dinheiro: isso gera cada vez mais empregos.

Apoiem os Pequenos negócios. Mantenha a economia girando!

CUCKOO SIGNS- Gráfica especialista em fazer o seu negócio aparecer. Adesivos. Camisetas. Website. Estamos localizados no 72 Chelsea Street, Everett (MA). Tel: 857-266-3801

CSI- A solução educacional para estudantes internacionais. Transferência de escolas de idioma. Transferência pós-formatura. Transferência após a conclusão do OPT. Estamos localizados em Chelsea e Worcester (MA). Tel: 888-910-5051.

Resurgence Skin Care– em Mt. Vernon (NY), oferece os melhores tratamentos de estética. Rejuvenescimento facial, tratamento contra celulite, depilação, tratamento pré e pós operatório e muito mais. Ligue: (914) 409-3752.

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook