Cruzeiros no Brasil serão apenas para passageiros 100% vacinados

Para embarcar na temporada nacional de cruzeiros, que terá início no dia 5 de novembro, todos os passageiros deverão apresentar comprovante de vacinação completa há pelo menos 14 dias e resultado negativo para um teste de Covid-19. Serão aceitos tanto os exames de antígeno, feitos 24 horas antes do início viagem, quanto os exames RT-PCR, feitos 72 horas antes. Por fim, antes do desembarque, os cruzeiristas deverão preencher digitalmente a Declaração de Saúde do Viajante (DSV). As exigências fazem parte dos protocolos definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que serão publicados oficialmente essa semana.

A entidade também estabeleceu que o uso de máscara será obrigatório em algumas partes do navio; que deverá ser feita uma higienização rigorosa dos ambientes da embarcação; e que cada armadora deverá ter um plano de isolamento de passageiros que eventualmente apresentem sintomas da doença. Porém, ainda falta definir com que frequência serão realizados novos testes de Covid-19 ao longo das navegações e qual será o tamanho da redução na capacidade dos navios.

A expectativa é que essa semana também seja assinada uma portaria permitindo os cruzeiros internacionais que partem do Brasil com paradas em portos na Argentina e no Uruguai. Essa possibilidade está pendente desde que a temporada nacional de cruzeiros recebeu sinal verde do governo para acontecer no dia 2 de outubro, e a indefinição fez com que a MSC cancelasse a vinda do navio Sinfonia, que faria roteiros internacionais. A Costa, por outro lado, decidiu manter os itinerários do Fascinosa com esticadas até Montevidéu e Buenos Aires até que o assunto seja esclarecido.

Entre novembro de 2021 e abril de 2022, um total de cinco navios percorrerão a costa brasileira: dois da Costa e três da MSC. Veja aqui um raio-X de cada uma das embarcações e as saídas que ainda estão disponíveis.

Leia tudo sobre cruzeiros

  • Continua após a publicidade
    Publicidade

    Fonte: Viagem e Turismo

    Comentários Facebook