Conheça os atrativos religiosos do Rio de Janeiro

Divulgação/Rio CVB/Alexandre Macieira

Padre Omar, Sofia Debora Levy, Sonia Chami, Eliane Cristina e Berthaldo Soares

Padre Omar, Sofia Debora Levy, Sonia Chami, Eliane Cristina e Berthaldo Soares

Nesta terça-feira (1), o Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) e representantes de diferentes religiões assinaram um termo de cooperação técnica do Turismo religioso no Rio de Janeiro. O objetivo é destacar pontos turísticos históricos ligados à fé e incentivar a retomada do setor. A cerimônia foi transmitida ao vivo e está disponível no Youtube.

O documento foi assinado pela presidente-executiva do Rio CVB, Sonia Chami; o reitor do Santuário do Cristo Redentor, Padre Omar; o fundador-presidente da Associação Arquidiocesana Tarde com Maria, Berthaldo Soares; a diretora do Instituto Memorial do Holocausto, Sofia Debora Levy; e a gerente-geral do Centro Cultural Jerusalém, Eliane Cristina.

“O ano de 2021 marca o aniversário de 90 anos do Cristo Redentor, data que é o ponto de partida para alavancar o Turismo religioso em nossa cidade. Temos um conjunto de atrações como Catedral Metropolitana do Rio, o Santuário de Fátima, o Centro Cultural Jerusalém, o Grande Templo Israelita e o Monumento ao Holocausto, que o Brasil e o mundo precisam descobrir”, afirmou Sonia Chami, do Rio CVB.

Enquanto o Cristo Redentor recebe três milhões de turistas por ano, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida (Aparecida, SP) atrai 13 milhões. O objetivo do Rio CVB e dos demais parceiros é aumentar o fluxo nos próximos dez anos. Se a cidade conseguir atrair 3% dos visitantes da Basílica de Aparecida, a economia do Rio de Janeiro pode ganhar R$ 300 milhões por ano.

“Um dos conceitos do Turismo, segundo a Organização Mundial do Turismo, é um instrumento de paz entre os povos. E esse aspecto tem na religiosidade e na fé um ingrediente especial. As pessoas que se dirigem para outros lugares para este tipo de Turismo consomem da mesma forma que o visitante tradicional, mas com um ingrediente especial, que é o viés religioso”, defendeu o representante da Comissão de Turismo na Câmara e ex-secretário de Turismo do Rio, deputado federal Otávio Leite (PSDB).

ROTEIRO RELIGIOSO
Entre as ações já organizadas pela grupo, está a criação de um roteiro turístico que pode ser utilizado para percorrer os equipamentos que são símbolo de fé no Rio de Janeiro, como:

  • Visitação ao Centro Cultural Jerusalém, em Del Castilho (aproximadamente 1h30 de duração);
  • Parada no Grande Templo Israelita, no Centro (30 min);
  • Visita à Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro (30 min);
  • Ida ao Cristo Redentor, para visitar o Santuário do Cristo (2h);
  • Visita ao Monumento ao Holocausto, em Botafogo (30min);
  • De lá, o passeio turístico segue pela orla até a última parada no Santuário de Fátima, no Recreio.

Fonte: PANROTAS

Comentários Facebook