Doença misteriosa em crianças ligada à COVID-19 surge no sul da Flórida

Professora mede temperatura de criança antes de entrar na escola, em Bruxelas, na Bélgica Foto: Joahnna Geron\Reuters.

A preocupação está crescendo em um hospital infantil do sul da Flórida devido a uma doença misteriosa que pode estar relacionada ao coronavírus e que já provocou a morte de crianças em Nova York, no Reino Unido e na França, segundo os Centros de Controle de Saúde. 

Duas crianças estão em terapia intensiva no Hospital Infantil Holtz, em Miami, depois de terem sido infectadas com a doença ainda desconhecida, mas que compartilha os sintomas com choque tóxico e doença de Kawasaki, informou o WSVN. Um representante do Hospital disse que as crianças estão mostrando sinais de melhora.

Síndrome inflamatória multissistêmica em crianças (MIS-C)

Em Nova York, o departamento de saúde da cidade informou 145 casos de crianças doentes com a síndrome chamada pelos especialistas de síndrome inflamatória multissistêmica em crianças (MIS-C)  (multi-system inflammatory syndrome in children). Três crianças morreram pela doença na cidade. 

Álcool gel evita mais doenças em crianças do que água e sabão, aponta estudo

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças confirmaram a ligação entre a síndrome rara e potencialmente mortal em crianças com COVID-19, uma crença já mantida por médicos de Nova York, anunciou o prefeito de Nova York Bill de Blasio na segunda-feira, 18.

Anteriormente chamada de síndrome inflamatória pediátrica de múltiplos sistemas (PIMS-TS), o prefeito de Nova York, Bill De Blasio, disse que a cidade trabalhará com a definição mais recente do CDC para determinar uma contagem mais precisa de casos.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse: “Este é o pior pesadelo dos pais”. Uma das crianças acometidas com a doença, de 9 anos, está se recuperando em uma UTI. Amber Dean, pai da criança, disse que ele “chorava de dor sempre que alguém chegava perto de sua barriga”.

Na Louisiana, uma menina de 12 anos sofreu um ataque cardíaco. A síndrome já foi relatada em quase metade dos estados do país, incluindo Nova Jersey e Connecticut. Não parece nem “cheira” a COVID, disse o governador de Nova York, Andrew Cuomo, no domingo, mas 90% das crianças que apresentam sintomas em Nova York tiveram resultado positivo tanto para o vírus quanto para os anticorpos, indicando que o tiveram em algum momento .

Autismo afeta 1 em cada 40 crianças nos EUA, aponta estudo

Sintomas

Os sintomas das várias crianças são diferentes, mas todos podem estar ligados ao COVID-19, diz o CDC. 

Febre persistente, irritabilidade ou lentidão, dor abdominal, diarréia, vômito, erupção cutânea, conjuntivite, inchaço das glândulas, lábios ou língua vermelha rachados, mãos e pés inchados, e em casos graves, inflamação do coração, segundo o CDC. 

A condição afetou crianças e adolescentes com febre por mais de três dias, com marcadores elevados de inflamação. Elas também apresentaram pelo menos dois dos seguintes sintomas: erupção cutânea ou sinais de inflamação ao redor da boca, mãos ou pés, choque ou pressão arterial baixa, problemas cardíacos, evidência de distúrbio hemorrágico, e problemas gastrointestinais agudos.

Enquanto os médicos estão tentando descobrir por que as crianças estão ficando doentes, os especialistas em saúde alertam que ainda não se sabe o suficiente sobre a COVID-19.

O Dr. Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas do país, disse que é preciso realmente ter muito cuidado, “principalmente quando se trata de crianças”.

Em uma reunião em Genebra, a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu que os médicos estejam alertas à síndrome rara. Com informações da NBC e Reuters. 

Related Images:

[See image gallery at gazetanews.com]

O post Doença misteriosa em crianças ligada à COVID-19 surge no sul da Flórida apareceu primeiro em Gazeta News: O maior Jornal Brasileiro da Florida, nos EUA.

Fonte: Gazeta News