Buraco do Lacerda, onde delegado foi sequestrado, registra crimes a cada 36 horas

Local fica a 160m da Cidade da Polícia Foto: Wânia Corredo / Wânia Corredo/22.04.2006Mesmo a 160m da entrada principal da Cidade da Polícia, o Buraco do Lacerda, acesso ao Jacarezinho onde o delegado Fábio Monteiro foi abordado por criminosos na sexta-feira, é cercado de crimes por todos os lados. Desde o início de 2018 até o dia da execução, o local foi palco de ocorrências policiais a cada 36h: em apenas 12 dias foram três tiroteios entre policiais e traficantes; três roubos e um caso de bala perdida, além do homicídio.
Todas as ocorrências foram registradas na 25ª DP (Engenho Novo), delegacia responsável pela área. Ponto de observação do tráfico, o Buraco do Lacerda é cenário de tiroteios quando a PM tenta entrar na favela pela via — os três confrontos registrados em 2018 têm essa dinâmica.
A primeira troca de tiros entre policiais e traficantes aconteceu no primeiro dia do ano. PMs do Batalhão de Operações Especiais (Bope) se depararam com dois traficantes armados com pistolas. Durante o tiroteio, um dos criminosos foi morto e o outro fugiu. Os outros dois confrontos aconteceram nos dias 10 e 11. Nessas duas ocasiões, policiais da UPP Jacarezinho e do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE) afirmaram na delegacia que efetuaram um total de 81 disparos.

Fonte: Extra Online

Comentários Facebook