Ameaças em escolas da Flórida Central podem afetar saúde mental dos alunos

Episódios de violência ocorridos em escolas da Flórida provocam insegurança nos alunos na volta à sala de aulas

O alerta é do psicólogo infantil, Dr. Gregory Jantz, com os recentes sustos de ameaças escolares na Flórida Central que podem ter um impacto negativo na saúde mental dos alunos. Os atiradores, e episódios violentos ocorridos expressam preocupações de pais e dos respectivos filhos

Da Redação – Após sustos com tiroteios – atos de violência interna –, que ocorreram em algumas escolas de ensino médio na Flórida, e em outros estados, os alunos podem estar experimentando maiores taxas de ansiedade na volta às aulas, alertam psicólogos e educadores, o que poderá afetar a saúde mental desses estudantes.

O psicólogo infantil, Dr. Gregory Jantz, disse que os recentes sustos de ameaças escolares na Flórida Central podem ter um impacto negativo na saúde mental dos jovens. Vários pais expressaram preocupação com seus filhos diante deste quadro negativo nas escolas.

Tais sustos ocorreram em toda a Flórida Central, como na “Olympia High School”, “Winter Springs High School”, “Lyman High School” e, recentemente, na “Mainland High School.”

E mesmo com aparato de segurança nas escolas, existe o medo por um possível atirador ou uma ameaça por escrito – alguém gritando a palavra “arma” dentro do refeitório –, nos lamentáveis episódios de violência que tiraram a vida de estudantes e professores. Lembranças que têm tirado o sossego dos alunos – há um clima de desconfiança quanto ao perigo iminente.

“Estamos em uma crise de saúde mental”, disse Gregory Jantz. “Uma das maiores coisas que as crianças precisam de nós agora é que precisamos ser capazes de ouvi-las e deixá-las compartilhar o que estão vivenciando. Lembre-se dos últimos dois anos e meio a três anos.”

O psicólogo alerta que, independentemente de a segurança de uma criança estar realmente em perigo, a experiência para eles pode ser igualmente assustadora. “Precisamos lembrar de olhar para isso do ponto de vista das crianças”, disse Jantz.

Dr. Jantz também alertou para que as escolas não tenham muitos exercícios de segurança porque, se forem realizados com muita frequência, podem aumentar os níveis de ansiedade entre os alunos.

Fonte: Nossa Gente