Índice de mortes por Covid aumenta; crianças lideram taxa de positividade  

 Índice de crianças infectadas por Covid na Flórida é preocupante, alerta do CDC

 

A Flórida relata 1.486 mortes e 150.118 novas infecções por coronavírus conforme a pandemia começa a afetar jovens no estado. A pandemia está se tornando mais mortal e infectando mais crianças, alerta os “Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)”  

 

Da Redação 

A Flórida registrou 1.486 mortes, um aumento de 141% em relação a duas semanas atrás. E é o maior número de mortes desde 10 de fevereiro, conforme dados federais mostram que o estado se aproxima do número de mortos visto pela última vez no inverno passado. Uma em cada quatro infecções por Covid-19 registradas no período de sete dias mais recente tinha 19 anos ou menos. 

Os residentes mais jovens estão vendo um aumento nas taxas de infecções e positividade enquanto o comissário de educação da Flórida, Richard Corcoran, luta com os conselhos escolares locais que exigem que os alunos usem máscaras, política que se opõe ao governador Ron DeSantis. 

O Condado de Hillsborough é um desses conselhos escolares depois de votar para impor um mandato de máscara de 30 dias para todos os alunos, professores e funcionários. As crianças só podem optar por sair com permissão médica. 

Das 1.486 mortes registradas na semana, 346 ocorreram nos últimos sete dias. Uma morte pode levar duas semanas ou mais para ser contabilizada e, como o estado adiciona retroativamente as fatalidades recém-descobertas, o pico dessa onda está se aproximando de níveis não vistos desde fevereiro, de acordo com dados dos “Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)”. 

Os jovens da Flórida também apresentam resultados positivos em uma taxa mais alta do que outras faixas etárias: crianças de 12 anos ou menos têm uma taxa de positividade de 23% e as idades de 12 a 19 anos têm uma taxa de positividade de 25%. 

Autoridades da Flórida relataram 150.118 infecções por coronavírus de 13 a 19 de agosto. É a primeira vez em dois meses – desde que a onda alimentada pela variante delta começou em 18 de junho – que os casos semanais diminuíram. A divisão por idade é de 20.331 crianças de 12 anos ou menos e 17.310 de 12 a 19 anos. 

Mas o estado ainda está com uma média de mais de 21.400 casos por dia, cerca de 200 casos tímidos da média diária da semana passada. 

Enquanto isso, as hospitalizações ainda estão subindo. Os hospitais do estado estavam tratando 16.849 pacientes confirmados com Covid até a sexta-feira, pouco antes do recorde de 17.040 hospitalizações relatado na última quarta-feira. Na Flórida, 34% dos pacientes em leitos hospitalares estão sendo tratados com Covid, o maior percentual do país, de acordo com dados federais. 

 

 

 

 

Fonte: Nossa Gente

Comentários Facebook