11 formas de conhecer a Suíça de um jeito sustentável; veja fotos

Com uma das malhas ferroviárias mais extensas da Europa, navios a motor com pouca emissão de CO2, teleféricos e barcos movidos por energia solar, ônibus recarregáveis com energia hidrelétrica e destinos que só podem ser acessados a pé ou por barco, a Suíça é o paraíso dos transportes públicos sustentáveis.

Você sabia que só pedestres e bicicletas são mais ecológicos que trens? Que um carro elétrico produz 13 vezes mais CO2 do que uma linha férrea? E que o transporte na linha férrea contribui somente com 0,2% do total de emissões de CO2 de todo o tráfego? É por essas e outras razões que o transporte público suíço permite viajar tranquilamente e de maneira ecológica.

Há muitas formas de vivenciar uma viagem sustentável pela Suíça. Escolha a sua preferida e prepare o roteiro:

1. SBB: O maior fornecedor de mobilidade sustentável da Suíça

Maior empresa de transportes do país, a Swiss Federal Railways gera 90% da eletricidade para seus trens de fonte hidroelétrica. Em termos de emissão de CO2, a energia para estações, escritórios e fábricas da empresa já é 100% neutra. Até 2025, está previsto que toda a eletricidade seja produzida a partir de fontes renováveis. Com o programa “onda verde”, que mantém os maquinistas constantemente informados, para que possam evitar paradas não planejadas em sinais de parada e conduzir de maneira mais ecológica

2. Linha férrea Rhaetian: no caminho certo com energia hidrelétrica.

Desde 2013, a linha férrea Rhaetian utiliza 100% de energia hidroelétrica para as suas locomotivas e propriedades.

Divulgação/Suíça

3. MS Diamant – um passeio no Lago Lucerna, sem agredir o meio ambiente

O primeiro barco de serviço regular da Suíça, neutro do ponto de vista ambiental. O navio tem serviços regulares de transporte e restaurante e é alimentado por propulsão híbrida, o que leva a um consumo de combustível significativamente mais baixo e, consequentemente, menor emissão de CO2.

Divulgação/Suíça

4. Solar Catamaran MobiCat: energia solar à vista

Movido à energia solar, o MobiCat é um barco único que desliza silenciosamente pelas águas do Lago Biel e oferece aos passageiros vistas panorâmicas com um saldo energético positivo: desde sua construção em 2001 até os dias de hoje, já transportou mais de 40 mil pessoas com energia solar.

Divulgação/Suíça

5. Solar Cableway Staubern: com energia solar em direção ao Alpstein

Além de todos os transportes que mostramos até aqui, a Suíça também é dona do primeiro teleférico movido a bateria de energia solar no mundo. O teleférico pode ser conferido em um passeio pelo topo da montanha e uma vista deslumbrante do Lago de Constança.

Divulgação/Suíça

6. E-PostBus: Uma experiência sustentável em Interlaken

O PostBus usa apenas energias renováveis, recorrendo à energia hidroelétrica, um recurso natural. Outro benefício: os e-buses geram menos ruído. O PostBus está disponível na região montanhosa de Interlaken.

7. “Funi”: uma maravilha da engenharia

O “Funi” (abreviatura de “funicular”) é a última via férrea funicular movida à água que restou na Suíça e fica a alguns minutos a pé da estação ferroviária de Friburgo. Essa linha férrea nostálgica opera desde 1899 – completamente sem eletricidade ou fumaça de escapamento.

Divulgação/Suíça

8. Um passeio por Zermatt sem carros

Cercado pela Matterhorn – montanha mais conhecida dos Alpes – por encantadores chalés e luxuosos hotéis, o vilarejo de Zermatt só é acessível por trem ou a pé.

Divulgação/Suíça

9. Gornergrat Railway – Você gera energia no caminho de volta

Os trens da linha férrea Gornergrat estão equipados com frenagem regenerativa. Graças a esse sistema de frenagem especial, a energia motriz do trem é convertida em energia elétrica. Durante o trajeto de volta ao vale, essa energia é retroalimentada para o sistema pelos cabos aéreos e pode ser usada para alimentar outros trens no trajeto pelas montanhas.

Divulgação/Suíça

10. Quinten – um pedaço de natureza intocada sem carros

O vilarejo de Quinten só pode ser alcançado a pé ou por barco. Uvas, figos, kiwis e outras frutas tropicais se dão muito bem nesse clima ameno, dando ao lugarejo um ar mediterrâneo.

11. Schynige Platte – o jardim botânico de espécies nativas e conservação

O primeiro de poucos em toda a região dos Alpes, o Jardim Botânico Schynige Platte dispõe de mais de 700 espécies de plantas nativas dos alpes suíços que crescem em seus habitats naturais. Um local dedicado à pesquisa científica e à conservação da natureza a 1.967 metros acima do nível do mar.

QUER SABER MAIS SOBRE A SUÍÇA?

Se você, agente de viagens, ficou interessado em todas essas opções de transportes públicos e ainda quer descobrir mais, o novo Excellence Program oferece informações atualizadas para ampliar seus conhecimentos de uma forma divertida e adquirir know-how do sistema de transporte essencial para orientar seus clientes com profissionalismo.

Nos cursos os participantes aprendem tudo sobre as características do Swiss Travel System – desde passeios de trens panorâmicos até o serviço de transporte de bagagem.

Graças à estrutura do programa, os agentes podem escolher o conteúdo que querem explorar com mais detalhes. E, isso pode ser feito em um tempo muito curto: em média, um módulo leva apenas seis minutos para ser concluído. O programa está disponível em inglês, alemão e chinês.

SORTEIO

Além de vários incentivos, serão sorteados diversos prêmios ao longo do ano, sendo o primeiro no final do mês de junho. Depois de passar nos testes com sucesso, os especialistas poderão se intitular oficialmente um “Swiss Travel System Excellence Expert”. Esta conquista também merece um diploma, que poderá ser adquirido ao final do programa.

Mas, não é tudo: os participantes acumulam pontos a cada progresso de aprendizagem e aqueles com as pontuações mais altas concorrem a uma viagem para a Suíça incluindo: passagem aérea, hotel e Swiss Travel Pass.

A plataforma é totalmente on-line e pode ser acessada de qualquer lugar do mundo: myssnet.com/elearning.

Fonte: PANROTAS

Comentários Facebook