Família pede ajuda para encontrar mineira desaparecida  em Newark

A polícia de Newark confirmou o desaparecimento da mineira que reside a 10 quilômetros de onde foi vista pela última vez

welida 1 Família pede ajuda para encontrar mineira desaparecida  em Newark
Wélida Cristina Anicio, 38 anos, está desaparecida há mais de duas semanas

Desde o dia 18 de julho, a mineira de Ipatinga, Wélida Cristina Anicio, 38 anos, que reside em Elizabeth, no estado de New Jersey, está desaparecida. De acordo com informações divulgadas por amigos e familiares, ela teria ido à casa do ex-namorado, em Newark, que cuida do filho do casal. Depois que ela saiu para voltar à sua casa, deixou de se comunicar.
Os familiares iniciaram uma busca e pedidos de ajuda através das redes sociais para encontrar pistas sobre o que possa ter acontecido. As autoridades locais só a consideram oficialmente desaparecida no dia 19 de julho, depois que o ex-namorado relatou o ocorrido à polícia.
A família da mineira que vive no Brasil está bastante apreensiva, pois já se passaram mais de 15 dias desde o desaparecimento e até agora não há nenhuma pista do paradeiro de Wélida. O fato de ter poucos contatos nos Estados Unidos deixou os familiares mais preocupados.
A polícia de Newark confirmou o desaparecimento da mineira que reside a 10 quilômetros de onde foi vista pela última vez. O último contato de Wélida foi com a mãe, Júlia Anício da Silva, que reside em Ipatinga, no dia 8 de julho.
O ex-namorado, Rodrigo Lima, disse que Wélida foi na casa dele, em Newark, por volta das 11:30 a.m., no dia 18 de julho, para fazer uma limpeza. Depois, ela foi embora para a casa dela, em Elizabeth, às 2:00 p.m.
Rodrigo relatou, ainda, que Wélida ligou para ele às 4:00 a.m. do dia seguinte. “Fiquei assustado, pois ela não costuma me ligar nesse horário”, disse relatando que a mineira queria ir até a casa dele. “Mas depois, respondendo à uma mensagem de texto dele, ela disse que iria mais”, continuou.
Esta foi a última vez que ele conversou com ela.
Os familiares já pediram ajuda do Consulado-geral do Brasil em New York, mas até agora nenhuma informação sobre o que possa ter acontecido foi divulgada. A única pista é que no dia do desaparecimento, o carro dirigido pela mineira, um GMC Acádia, cor azul, foi visto na Market Street, Newark.
Wélida, que reside nos Estados Unidos há 20 anos, usava calça Legging preta, camisa bege de manga curta e sandálias pretas.
O Departamento de Polícia de Newark pediu para que qualquer pessoa com informações sobre o paradeiro de Welida ligue para a linha de denúncias que atende 24 horas por dia no número 1-877-NWK-TIPS (1-877-695-8477). As informações são do Brazilian Times.

Fonte: Brazilian Voice

Comentários Facebook