Ministro da Justiça de Trump diz que alegações de fraude nas eleições eram ‘bullsh*it’

O Attorney General (ministro da Justiça) do governo Trump, Bill Barr, disse em longa entrevista ao noticioso The Atlantic que as alegações do ex-presidente de que houve fraude nas eleições de 2020 eram todas “bullshit” (de merda).

Apesar de todas as investigações oficiais não terem revelado nenhuma fraude, de seu próprio departamento de Justiça ter negado qualquer irregularidade e da Suprema Corte ter rejeitado todos os processos de fraude, até hoje o ex-presidente sustenta que foi roubado nos estados onde perdeu para o Democrata Joe Biden.

Em dezembro de 2020, logo após as eleições, Barr disse à Associated Press que “até hoje não vimos fraude alguma que possa ter gerado um resultado diferente nas eleições”. O comentário deixou Trump furioso, segundo contou Barr ao The Atlantic: “Como [the fuck] você pode fazer isso comigo? Por que você disse aquilo?” Perguntou Trump a Barr, que apenas respondeu que porque era verdade.

O departamento de Justiça verificou as alegações sobre máquinas que estariam mudando os votos de Trump para Biden. “Desde o início concluímos que aquilo era só bullshit.” Barr disse ainda ao The Atlantic que a luta dos advogados de Trump para provar a suposta fraude foi “uma palhaçada”.

Na entrevista, o ex-ministro revela ainda que o então Speaker of the House (presidente da Câmara dos Deputados), o Republicano Mitch McConnell, o pressionou em novembro para se manifestar contra as alegações de Trump, mas não o fez pessoalmente para não irritar o então presidente, já que ele precisava de Trump na campanha das eleições especiais na Georgia.

“Veja, precisamos do presidente na Georgia”, disse McConnell, segundo Barr. “Por isso não podemos confrontá-lo agora. Mas você está numa melhor posição para injetar um pouco de realidade na situação. Você é o único que pode fazê-lo”.

The post Ministro da Justiça de Trump diz que alegações de fraude nas eleições eram ‘bullsh*it’ first appeared on AcheiUSA. Fonte: AcheiUSA